Letras, Palavras e Ações #7

Camila

Daniela Gatolini

Por Redação GSNews

13/05/2021 às 09:14:20 - Atualizado há
Hoje acordei... Na verdade não dormi quase nada... levantei-me somente para assegurar que minha mãe estava bem...

Resolvi posteriormente abrir a janela, e então, olhei para o céu e estranhamente me vi preenchida por uma paz indescritível, a qual não conseguiria descrever em tão poucas linhas...

Erroneamente pensei que o acinzentado de terça-feira estaria mais evidente nesta manhã, mas não...
Nada de ventania, tão pouco escuridão...

O dia raiou esplendoroso para receber minha amiga Camila (Mi)...

E eu teria tanto para contar sobre o que essa moça com jeito de menina nos ofertou... que nem mil laudas a descreveriam ou a homenageariam como ela mereceria...

Camila era sincera, autêntica, bravinha, reservada...
Amante dos animais...
Era de dentro mas muito de fora...
Era turbilhão,
cheia de opinião...
ao mesmo mesmo tempo, era da brisa e da observação...
meio bastidor, assim como eu, mas não se enganem no fundo a gente é bem parecida...
É MÃE tão protetora...
Recordo com precisão de um ocorrido com a nossa princesa Loren e o quanto essa mãezona-leoa de sorriso largo... deixou a mansidão para proteger a cria...
E lá permaneceu protegendo e sendo escudo para as dores do mundo...
Já com a nossa doce Lavínia, a menina mais sorridente, quanta alegria transbordou em seus dias...
Quanto amor envolto nessa família!

Eu os observava a partir da minha janela (percepção) e me preenchia de admiração e carinho...

Não nos falávamos tanto, entretanto, isso jamais invalidou o vínculo e a reciprocidade no bem querer e no afeto genuíno...

E mesmo que a vida nos atropele e nos faça correr, muitas vezes, em círculos ou sem saber para onde ir ou o porquê...
O destino une...
O desígnio aproxima...

E há algum tempo... naquelas ocasiões que não se explicam mas que tudo conspira para aproximação... nos vimos em laço... tão próximas... num enlace...

E eu não preciso narrar aqui o que senti... o que permeou meus dias ao tê-la em meus pensamentos, mensagens, áudios, orações e nos nossos diálogos no dia a dia...

Camila recebeu meu entusiamo, minha assertividade, meu esperançar, minha lucidez, meu falso equilíbrio e meu mais sincero desejo de estar ali aplacando a sua dor...

E me deu a resiliência, a força e a fé... a mansidão e até a aceitação...

E mesmo quando não nos falamos tanto... você justificou-se num áudio tão doce... o qual levou-me às lágrimas...

Respondi que recolher-se é de direito...
é de preservação...
é do humano do ser...
é redenção...

E acatei com celeridade... permanecendo aqui mas jamais deixando de estar ali (todos os dias) através da Cássia, minha amiga-irmã, da Loren, da Tia Cida, da Lavínia e do Branco...

E eu ia me aprochegando e me preenchendo da sua coragem...
E nos muitos dias de temor e até de tristura... você ofertou esperança, fé e coragem (sim) para transpor o que não te pertencia mais...

Você bem sabe que eu não era cética, só um pouco rasa e incrédula perto da sua credulidade, grandeza e fé!
E se a força encontrará suas meninas... Saiba que essa mesma pujança encontrou-me na imensidão de sua existência nesses tempos difíceis...

E já que do outro lado... pode ser
logo ali...
Nutro a certeza que você residirá aqui em nossos corações, pensamentos e ações... nos sorrisos e na positividade que reinou sua curta vida!

Seguirá sendo brilho e irradiando a todos que a conheciam...
A mim... foi ofertado o reencontro do lampejo que eu nem lembrava que possuía...
Seguramente você vive e viverá em cada um de nós!

Em mim... você habitará nas palavras de encorajamento ditas naquele dia na escola onde os acompanhei até o portão e o seu sorriso transbordou em luz... igualmente como o céu de hoje!

E assim minha querida...
seguirás viva para muito além da vida... agora sendo estrela!
Letras, Palavras e Ações por Daniela Gatolini

© 2021 Letras, Palavras e Ações por Daniela Gatolini - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Letras, Palavras e Ações por Daniela Gatolini